Nota de Esclarecimento Sobre as Eleições

Nós da chapa “Voz Ativa”, que disputamos as eleições do Diretório Acadêmico Patativa do Assaré de Comunicação Social, nos dias 19 e 20 de outubro de 2010 comunicamos juntamente com a Comissão Eleitoral (CE) que erramos em relação ao quorúm das eleições.

Como é de conhecimento de todos, estavamos fazendo duas votações: Uma para a chapa e a outra para alteração o Estuto do Diretório Acadêmico (D.A).

O Estatuto prevê:

TÍTULO III – Do Sistema Eleitoral

CAPÍTULO I – Das Eleições:

Art. 31. Será proclamada eleita pela CE a chapa que obtiver maioria simples dos votos válidos.

TÍTULO IV – Disposições Gerais

Art. 40. Qualquer decisão de alteração deste Estatuto deverá ser feita em assembléia estudantil, mediante quorúm de trinta por cento dos estudantes regularmente matriculados no semestre em curso.

Como estavamos bastante preocupados com alteração do estatuto, o quorúm das eleições passou despercebido, e acabmos aplicando sem querer o quorúm de alteração do Estatuto para as duas votações.

O artigo 31 mostra que a chapa “Voz Ativa” foi eleita como manda o estatuto – “maioria simples dos votos válidos” – que quer dizer metade dos votos válidos mais um, sem contar os nulos. Ou seja, se apenas três pessoas tivessem votado, duas a favor e uma nulo, a chapa teria sido eleita.

No caso, tivemos no total 131 votos, 129 a favor e três nulos. A maioria simples de 131 é 66, logo, tivemos 129 votos a favor, o que nos garantiu uma vitória folgada validada pelo Estatuto.

Quanto ao Estatuto, que segundo o artigo 40 precisa de 30% dos votos, não conseguiu atingir quorúm. Sendo assim, a chapa foi eleita e a alteração no Estatuto não foi aprovada.

Convidamos todos os estudantes dia 23, terça feira, às 9 horas da manhã, horário CD, no auditório da biblioteca para que façamos uma Assembléia de caratér informativo para apresentação da chapa e esclarecimento do resultado das eleições.

Esperamos a presença de todos os estudantes e o apoio dos professores e da nossa coordenação de curso.

Atenciosamente,

Chapa Voz Ativa.

 

MOSTRA OUTROS CINEMAS

Em sua terceira edição, a mostra Outros Cinemas prossegue até quita-feira (11), sempre às 19 horas, na videoteca da Universidade de Fortaleza – Unifor (Edson Queiroz), com a entrada franca.

Ao todo, serão exibidas 31 produções em curta-metragem de nove estados brasileiros, sendo uma realização conjunta da Sereia Filmes, Lume Filmes e Iluminura Filmes, todos apoiados pelo portal Cinema com Rapadura.

Sem ser em caráter competitivo., a mostra – que traz como intuito maior a difusão da produção audiovisual, além do fomento ao aparecimento de novos realizadores para a área – apresenta nesta edição mais curtas-metragens de dois estados: Rio de Janeiro e São Paulo.

Do primeiro, destacam-se os filmes A Distração de Ivan, de Cavi Borges e Gustavo Melo; Áurea, de Zeca Ferreira; Alguém Tem que Honrar Essa Derrota!, de Leonardo Esteves; Ensaio de Cinema, de Allan Ribeiro; Tira os Óculos e Recolhe o Homem, de André Sampaio; e ZE[S], de Piu Gomes.

De São Paulo, seis serão as produções: Rosa e Benjamin, de Cleber Eduardo e Ilana Feldman; Flores em Vida, de Rodrigo Marques e Eduardo Consonni; JLG/PG, de Paolo Gregori; BOMBA!, de Lara Lima, Marcelo Lima e Renato Coelho; O Divino, de Repente, de Fabio Yamaji; e Minami em Close-up, de Thiago Mendonça.

O Som do Tempo, de Petrus Cariry; Linhas e Espirais, de Diego Akel; Kinetoscopio Mane Coco, de Firmino Holanda; Flash Happy Society, de Guto Parente, e Alto Astral, de Gláucia Barbosa e Hugo Pierrot, são os representantes cearenses, que dividem as atenções ainda com filmes de Pernambuco, Minas Gerais, Paraná, Distrito Federal, Maranhão e Bahia.

SERVIÇO

MOSTRA OUTROS CINEMAS

Período: Até 11 de novembro de 2010

Local: videoteca da Universidade de Fortaleza – Unifor (avenida Washington Soares, 1321 – Edson Queiroz).

Horário: 19 horas. Grátis.

Outras informações: mostraoutroscinemas.wordpress.com / @OutrosCinemas (twitter).

Manhã com a ENECOS

vamos curtir ao ar livre...

Como era de conhecimento de todos, hoje o Diretório Acadêmico contou com a visita da Iane, estudante da UFC e militante da ENECOS e do estudante da UFPB e também militante da ENECOS, Emerson, que facilitaram o espaço de  apresentação da Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social (ENECOS) e de discussão sobre Democratização da Comunicação (DEMOCOM).

Carol, Fernanda e Joana...

Com a discussão, alguns dos estudantes puderam ter um primeiro contato com a Executiva, entendendo o que ela é, como se organiza, atua e o que defende. Dentre suas bandeiras, e de muito interesse aos estudantes de Comunicação, tivemos um discussão sobre DEMOCOM

Emerson fazendo a leitura de "Quando os trabalhadores perderem a paciência" de Mauro Iasi.

Dando continuidade, próximo sábado, dia 2 de outubro, faremos uma discussão sobre Combate as Opressões com Natasha Cruz (ENECOS), Juliana (PSTU) e um membro do GRAB.

Esperamos que os demais estudantes compareçam, para entender e contribuir com discussões que são de extrema importância para nossa formação pessoal e profissional.

Convite ao CEB

Com apoio de alguns CA’s (centro acadêmicos), o DAPAS e o coletivo Sonhos convocam um CEB (Conselho de Entidades de Base – CA’s e DA’s) da Unifor que acontecerá no dia 8/10 (quinta-feira) às 19h na sede do DCE (perto do ginásio).

O objetivo é de que os estudantes usufruam de seus espaços de direito de forma legítima usando a burocracia como ferramenta.
De acordo com o estatuto do DCE, o CEB é uma representação máxima estando acima da diretoria em que todo estudante tem voz e os CA’s e DA’s voto.

É uma boa oportunidade de se manifestar, conhecer e acompanhar os que fazem movimento estudantil na universidade.

As pautas são:

  • Eleições DCE.
  • Prestação de Contas DCE.
  • Conselho de Ensino Pesquisa e Extensão.
  • Outras.

Palestra: Criminalização da pobreza e o papel da Universidade

Palestra Comunidade e Universidade I

O primeiro encontro do III ciclo de palestras pelo DAPAS e o Coletivo Sonhos Valem Uma Vida aconteceu ontem. No auditório teve uma grande presença de alunos da Publicidade e Propaganda, Jornalismo e Psicologia . O tema foi a criminalização da pobreza e o papel da Universidade.

Compondo a mesa estiveram:

  • Paulo Sérgio Farias integrante do  MCP – Movimento dos Conselhos Populares – organização que mobiliza a cidadania ativa e o poder popular em grupos de vários bairros da cidade. Tem um histórico de vitória e muitas lutas pelos seus direitos, principalmente de moradia e trabalho mesmo à margem dos centros de poder e dos meios de comunicação de massa.
  • Livino Neto, estudante da Unifor, membro do Coletivo Sonhos Valem Uma Vida e da ENECOS Ceará – Executiva Nacional dos Estudantes de Comunicação Social. Pensando em qualidade de formação e sobre o papel da Universidade retomando a responsabilidade social e questionando as possibilidades de atuação.
  • Márcio Alan Moreira, ex-aluno da Unifor, advogado do Escritório Frei Tito de Alencar e do CEDECA – Centro de Defesa da Criança e do Adolescente, atuante em movimentos sociais como o MCP. Discutindo sobre a efetivação dos direitos humanos numa percepção da cidadania em nível local, como iniciativas de controle social e políticas públicas.

Na ocasião foram distribuídos vários Tzões, o jornal do DAPAS que acaba de soltar sua 4ª edição,  e uma lista colhendo a presença e o contato para futuras atividades.

Palestra Comunidade e Universidade II