Intervenção

Desde o ínicio do ano a Prefeita Luizianne Lins divulgou no jornal online do O Povo que a tarifa de ônibus vai aumentar (http://www.opovo.com.br/tvopovo/848239.html). Sendo que os empresários tiveram várias regalias como: lieração de impostos ICMS e ISS, que juntando somam 2 milhões de reais.

Após recesso por motivos de saúde a Prefeita volta  retoma a negociações com os empresários, reafirmando tudo que já está sendo divulgado (nota no jornal o povo hoje http://www.opovo.com.br/opovo/politica/868900.html)

Não bastando, deputados e sanadores ainda querem limitar a meia cultural a 40% para entradas em shows, estádios, teatros e cinemas. Ou seja, se forem a algum evento cultural o que será disponibilizado na bilhetreria será apenas essa porcentagem da bilheteria total e caso termine os estudates terão que pagar inteira.

Tendo em vista toda essa conjuntura, aqui em Fortaleza se organizou uma frente de luta para combater esse aumento da passagem e a limitação da meia cultural. Dessa frente foi tirado a necessidade de se formar comissões nas escolas que componham essa luta para que esta se torne forte e consiga vitórias. Também foi tirado um ato que aconteceu no dia 30/03  com início lá no CEFET, passando pela praça da bandeira onde se reuniu a trabalhadores num ato maior contra a crise que ocorreu no Brasil inteiro, terminando na raça do Ferreira.

Aqui na UNIFOR na tentaiva de divulgar todas essas ações e formar esses comitês o coletivo sonhos valem uma vida e DAPAS fizeram uma intervenção na quinta dia 02 no bloco T, exibindo as fotos do ato numa espécie de “varal” e com distribuição de panfletos para explicar o que ta acontecendo. Isso se repetiu no dia 06 no bloco M e no Centro de Convivência.

NENHUM CENTAVO A MAIS, NENHUM DIREITO A MENOS!

A frente de luta continuará com as reuniões que, por enquanto, não tem um dia marcado, mas que pretende dar continuidade no processo e assim que tivermos uma posição avisaremos a todos.

Acreditamos que será vários atos com a participação maciça de todos estudantes e da população em geral que irá barrar esse aumento essa limitação da meia cultural e quem sabe daremos início a uma luta bem maior, mas nem por isso improvável, do Passe Livre.

NENHUM CENTAVO A MAIS, NENHUM DIREITO A MENOS.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s