Na Conferência eu vou Lutar por uma mídia popular!

O Calendário da Enecos deste ano está pautanto em todos os seus espaços e encontros a Conferência Nacional de Comunicação. E acredito que não somente a executiva está fazendo isso, mas também vários outros segmentos que atuam direto ou indiretamente com a comunicação neste país.

Mas podemos pensar o que nisso vai ajudar? Ou mesmo o que precisa mudar?

Temos empresários tem que tem concessões para usar o canal na Tv, concessões estas que são sedidas pelo governo federal. Estes a teriam por um tempo determinado, pois seriam avaliados a cada dez anos pela população ou mesmo por algum órgão regulamentador para saber se ester veículos estão de fato prestanto um serviço a sociedade. Contudo, essas concessões são tratadas como verdadeiros patromônios, propriedade mesmo e por tempo vitalício. Mas, mesmo que se tivesse uma avalição, porque tirar a concessões deles né, a globo é tão boa? A credito que nem o mínimo do que se espera em termos de prestação de serviçoes a comunidade, programas educativos, ou mesmo progamas regionais se tem dignamente.

E mesmo que eles tenham, cadê uma concessão pro povo?! Todos temos direito de nos comunicarmos e de sermos ouvidos!!!

Porém, enquanto isso, o Governo Lula é o governo que mais fechou rádios comunitárias neste país. Nem Fernandinho Henrique chegou a tanto.

A conferência com certeza não será a solução para todos os nossos problemas, mas nos trará discussões almejadas por todos, inclusive a população civil, durante anos. Ainda seguimos leis do tempo da ditadura!!!

A Palestra que o DA trouxe no dia 30 de abril, foi nesse perpectiva: trazer a discussão que é nacional sobre aquilo que nos dispomos a estudar durante quatro longos anos de nossas vidas (isso sendo bem otimista).
É uma pena perceber que com mais de 30min de atraso o auditório tinha cerca de 20 pessoas…Lementável mais ainda depois perceber que nada dos meios que utilizamos, como email para alunos e recados para professores, não foi passado pela nossa coordenação que devia ser a primeira a está presente. E os professores que ficaram sabendo, por que passamos de sala em sala  minutos antes de começar a palestra pedindo para que levassem suas turmas, preferiram dar suas infimas aulas. Isso foi tão lamentável quanto a atitude das coordenações (Jornalismo e de Publicidade). Pois acreditamos que a fomação não se dá somente dentro de quatro paredes e sim em contato com discussões e com a realidade da vida. Lamentável como a pauta do ano é simplesmente ignorada como se nada fosse, como se nada representasse, para nós ou mesmo para mudanças no contexto histórico-social.

Diante de tantas lamureas, tenho que congratular, o Prof, Celiomar que levou sua turma em peso e ficou do começo ao fim no local, e por conta da presença dele podemos ter 50 pessoas, numa palestra sobre comunicação e para futuros comunicadores.

Os palestrantes foram a Helena Martins (Enecos), Cristiane Bonfim e o Livino (Enecos). Foi exposto a situação do Ceará nesse processo na formação de um Comitê Pró- Conferência e um apanhado geral da situação no Brasil, em especial em Brasília que é onde a Comissão Nacional que nós estamos apoiando está.

Vou deixar para escrever algo a mais sobre a situação mais adiante, pois o texto já tá bem extenso e para vocês irem entendendo aos poucos…

Anúncios