Reunião – 16/09/2011

Ocorreu na sede do DA

Presentes: Clara (por meia hora), Diego, Farley, Felipe, Flau, Natália, Ramó, Vitória…. Part. Especial – Roberta (Yaaaay, #todospiram)

1) Informes:

a. Greve na Educação (Clara fica responsável pela moção de apoio aos professores)

2) Ocupação do DCE:

a. Repasse da reunião de quarta.

b. Condições impostas pela antiga gestão do DCE, preço da carteirinha de estudante, o uso do dinheiro para a calourada.

c. É necessário uma nova gestão. Isso é um fato. Para isso, é necessário uma mobilização estudantil.

3) Eleições do DCE:

a. Debate sobre uma mudança que pode e deve ocorrer no DCE.

4) Eleições do DA:

a. Natália ficou responsável de puxar o processo.

b. Conceitos da atual gestão do Diretório Acadêmico, e as bandeiras defendidas pelo grupo.

Anúncios

Reunião – 09/09/2011

Presentes: Clara (eu ^^), Diego e Ramó.

1) Informes:

a. sobre a reunião do DCE; Ramó repassou tudo o que rolou na dita reunião sobre o DCE, estavam presentes 9 CAs.

2) Balanço da Panfletagem sobre a Calourada:

a. todos concordamos que de certa forma foi positivo. Sentimos a resposta de alguns estudantes, muitos concordaram com tudo que estava escrito no panfleto. Dois optaram por não ir a festa.

b. a burocracia da Unifor com relação a panfletagem. Todos concordamos que a nossa maior força é ainda a passagem em sala de aula e o debate direto com os alunos. Não adianta ficarmos panfletando sem um diálogo com o estudante.

3) Questão DCE:

a. Ramó introduziu o histórico do DCE ao Diego.

b. discutimos a proposta da reunião de sábado. Todos concordamos que não podemos dar as costas para a possível mobilização, então estaremos presentes no dia da mobilização.

Nota: Com relação a isso, Ramó sentiu que de todos os presentes na reunião de sábado apenas dois possuíam uma vontade maior e concreta de mudança. Ficou decidido que devemos aproveitar esse momento de abertura para identificar e mobilizar os estudantes da Unifor que tenham realmente essa vontade de lutar contra a imposição da Universidade.

Por sermos do curso de Comunicação Social, é o nosso dever mobilizar esses estudantes “perdidos” e agregá-los. Para isso, devemos pensar em uma forma de comunicação que seja forte, impactante e que ao mesmo tempo os faça perceber que não estão sozinhos no ambiente acadêmico, que existem pessoas que pensam da mesma forma que eles.

Para esse tipo de mobilização foi discutido algumas formas de propagar nossa mensagem, porém não chegamos em um acordo a cerca de nenhuma. Até porque tínhamos poucas pessoas presentes.

4) Encaminhamentos:

a. entrar em contato com o pessoal do CA de Arquitetura e Farmácia. (Ramó e Diego)

b. pesquisa sobre o material de “lambe lambe”. (Clara)

5) Horário da Reunião do DAPAS:

a. não chegamos a um acordo de fato. Pensamos na possibilidade de duas reuniões semanais, uma seria geral e a outra seria para atualizar aqueles que não puderam ir a reunião geral.

Nota: Eu, Clara, acho melhor postarmos as relatórias na lista e no blog do Diretório. Além de ser prático, pode atrair a atenção de algum estudante para o que foi ou está sendo debatido em nossas reuniões.

 

“E isso é tu-tu-tudo pe-eee-ssoal!!!”

A Calourada Geral e suas Atrações

Com o dinheiro de nossas carteiras de estudante, uma Comissão Gestora, que ocupa o Diretório Central dos Estudantes (DCE), resolve fazer uma Calourada Geral.

A Calourada tem como principais atrações os ícones da música brasileira, Rita Lee e Nando Reis, divulgação na rádio Beach Park FM e Cidade FM, além do contrato com a Marketa Entretenimento. Não questionamos e nem achamos ruim o acontecimento da festa. Nós, do D.A de Comunicação, apoiamos a arte, a cultura e o acesso a elas. Porém, através dessa nota, convidamos todos os estudantes da UNIFOR a refletir e discutir sobre tais informações.

A Comissão Gestora do DCE já ocupa o cargo há mais de um ano e não faz eleições, assim monopolizando a direção da estrutura, que não se aproxima da base, não debate e nem toca por nenhuma luta estudantil. Nossas mensalidades aumentam, temos poucas bolsas de estudo, nossos cursos estão desestruturados e o tripé da Universidade, quebrado.

Nando Reis (cachê R$ 70 mil)

Rita Lee (cachê R$ 96 mil)

 

 

 

 

 

 

 

 

O que o DCE tem a dizer? O que o DCE tem a fazer? Nós estudantes queremos respostas! Queremos também prestação de contas desse evento gigantesco e caro, para que todo o lucro seja, enfim, revertido para os estudantes e para as nossas necessidades.  Quem serão as atrações desse mega evento, os ruivos da MPB ou o nós, os alunos?